Porque cosméticos com Ácido Hialurónico têm diferentes valores e resultados?

Para que o ácido hialuronico desempenhe as funções de hidratação, elasticidade e preenchimento de rugas, precisa de penetrar em diferentes camadas da pele, o que só é possível com recurso à nanotecnologia para desfragmentar as moléculas e reduzir o seu peso, ora vejamos:

*Se uma molécula de Ácido Hialurónico for de alto peso, portanto pouco manipulada, praticamente não penetra na pele, fica na epiderme e vai hidratar apenas à superfície, ajudando a melhorar e a manter as defesas da pele;

*Se for de baixo peso molecular vai penetrar até à derme - camada onde é necessário incidir para preencher as rugas.


Mas não é suficiente! Hoje a cosmética profissional de qualidade vai mais longe e encapsula as moléculas de Ácido Hialurónico em princípios ativos que servem de veículo, para que a afinidade com a pele não seja posta em questão, mas que mantenha o ingrediente mais tempo na pele e para que seja libertado das “cápsulas” gradualmente, ao que chamamos de Ácido Hialurónico reticulado que se aloja na junção dermorpidermica, muito responsável pela elasticidade, hidratação e preenchimento de rugas.


Por isso, podemos ter 50 produtos com Ácido Hialurónico e serem todos muito diferentes uns dos outros, tanto nos valores como nos resultados, dependendo do peso molecular e da percentagem presente na fórmula:

👉Quanto mais baixo for o peso molecular do Ácido Hialurónico na fórmula, mais investimento exige por parte do laboratório, mais eficaz será o preenchimento de rugas profundas, e, consequentemente, mais caro será.

👉Quanto maior for a percentagem, mais eficaz será e, consequentemente, mais caro.

0
    0
    Carrinho
    O seu carrinho está vazio